Qual a melhor opção para comprar carro: leasing, renting ou crédito?

33% Dos consumidores estão dispostos a pagar 200€ a 300€ mensais por um contrato de renting automóvel

Se está à procura de um carro novo ou usado, é importante saber que existem mais opções do que comprar. A melhor opção para si vai sempre depender do seu contexto e das suas necessidades. Neste artigo, listamos as vantagens e desvantagens de cada uma das opções.

A aquisição de um automóvel pode nem sempre ser uma solução apetecível, seja por não querer recorrer a financiamento, pelas despesas em impostos ou pela manutenção, entre outros fatores.

O leasing e o renting surgem, assim, como alternativas viáveis para quem precise de equilibrar o seu orçamento familiar. A principal diferença em relação ao crédito automóvel assenta no facto de o consumidor pretender ficar (leasing), ou não (renting), com o carro no final do contrato, sem que tenha de recorrer a um crédito bancário.

A melhor opção para si vai sempre depender do seu contexto e das suas necessidades. Neste artigo, listamos as vantagens e desvantagens de cada uma das opções.

Crédito automóvel

Na hora de comprar carro, o crédito automóvel tende a ser a escolha preferida dos portugueses. Entre as vantagens, de salientar:

  • Fácil acesso ao crédito, na maioria dos casos;
  • Desta forma, torna-se proprietário do veículo;
  • Pode negociar com o seu banco taxas de juro mais interessantes e fazer só o seguro contra terceiros, se quiser poupar neste encargo.

Mas também existem desvantagens em recorrer a um empréstimo para comprar carro:

  • As taxas de juro tendem a ser altas;
  • O registo de propriedade é feito em nome do banco ou da instituição financeira onde se fez o empréstimo, até que o crédito fique pago;
  • Se quiser amortizar o crédito antes do fim do contrato, pode estar sujeito a penalizações;
  • Despesas como Imposto Único de Circulação (IUC), o seguro do automóvel e manutenções ficam todas a cargo do cliente.

Leasing

O leasing é como um contrato de arrendamento, com a opção de compra do automóvel no final do contrato. No entanto, o direito de propriedade só pode ser concedido ao cliente quando este liquidar na totalidade as suas responsabilidades.

Entre as vantagens desta opção, podemos destacar:

  • Financiamento de 100% do valor inicial, já com todos os encargos legais incluídos;
  • Isenção do imposto do selo sobre a abertura do crédito;
  • Taxas de juro mais baixas do que noutras opções de crédito automóvel;
  • Flexibilidade de condições a nível de prazos, entrada e valor residual;
  • Possibilidade de cessação do contrato em qualquer altura;
  • Permite a compra do automóvel no final do contrato.

Quanto aos pontos menos positivos:

  • Só vai ser o proprietário do automóvel quando terminar de pagar o valor residual acordado até ao fim do contrato;
  • Tem de fazer um seguro de danos próprios, com um prémio mais elevado do que o seguro tradicional obrigatório;
  • É necessário pagar uma comissão em caso de cessação do contrato.

Renting

Ao optar pelo renting, o consumidor pode usar o carro durante um determinado período de tempo, sem nunca o adquirir, pagando um valor mensal. Nesta mensalidade inclui-se não só a utilização do veículo, mas também todos os serviços associados, nomeadamente manutenção, seguro automóvel, assistência em viagem, pneus, veículo de substituição, IUC, inspeções periódicas obrigatórias, apoio ao cliente, entre outros.

Entre as vantagens do renting, destacam-se:

  • A maioria dos encargos é assegurada pela empresa, como manutenções, seguros, gestão de sinistros, impostos, viatura de substituição e cartão de combustível;
  • Permite alugar um carro por um período limitado e mediante a quilometragem combinada no início do contrato. Se ficar abaixo dos quilómetros acordados, pode receber o reembolso da diferença;
  • Durante o contrato, paga prestações pelo automóvel e serviços. No final, a ideia é entregar a viatura e assinar contrato, se assim o pretender, sobre um novo veículo.

Quanto às desvantagens:

  • As mensalidades podem não ser fixas;
  • Algumas cláusulas do contrato que envolvem números de horas de uso ou quilómetros de utilização. Se ultrapassar estes valores, pode ter penalizações.
Texto original escrito pelo site Dinheiro Vivo

#anecrarevista #mercadousados #standvirtual #olxgroup #anecra #atualidade #comprarcarro